Reforma da Previdência não vai mexer na aposentadoria dos Parlamentares

Desde que foi apresentada, os deputados já apresentaram 146 emendas ao projeto da Reforma da Previdência. 

Uma delas é a Emenda nº 24, apresentada pelo deputado federal Carlos Eduardo Cadoca (PE),  que estabelece uma espécie de “regra de transição” específica para proteger a aposentadoria de parlamentares que já contribuem para o Plano de Seguridade Social dos Congressistas, a ser alterado pelo texto da reforma.

A emenda garante que os maiores de 54 anos e aqueles que já tiverem cumprido o tempo de ao menos um mandato – quatro anos para os deputados, oito anos para os senadores – não serão afetados pela reforma. 

Os parlamentares permanecerão com tempo de contribuição necessário de 35 anos. 

O Plano dos Congressistas estabelece que o parlamentar que fizer a contribuição voluntária durante 35 anos garante o recebimento vitalício de um salário integral, hoje em 33,7 mil reais por mês. 

É exatamente por isso que os políticos querem tanto a tal Reforma. Exatamente para que o trabalhador passe a sustentar mais e garantir a aposentadoria gorda dos parlamentares. 

Com Revista Veja e PAPOTV