EUA podem pedir prisão de Lula, Dilma e Mantega… Isso não é boato!

Se a Justiça brasileira não se mexe para encarcerar Lula, a americana pode se adiantar e pedir a prisão do ex-presidente, da ex-presidenta e, de quebra, do ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega. Os americanos investigam a corrupção brasileira a partir da delação de Eduardo Leite, executivo da Camargo Corrêa e envolvem esquemas de corrupção da Petrobras nos Estados Unidos. Entre elas o escândalo da compra superfaturada da Usina de Pasadena, autorizada por Dilma Rousseff, durante o governo Lula.

Um juiz dos Estados Unidos abriu caminho para que investidores processem a Petrobras como grupo, em razão de perdas bilionárias decorrentes das investigações sobre suborno e propina envolvendo a companhia. Jed Rakoff, juiz distrital em Manhattan, certificou duas classes de investidores, dizendo que suas reivindicações são semelhantes o suficiente para serem atendidas como grupos. 

O acordo da Braskem com os procuradores dos Estados Unidos, que acaba de ser homologado, dava todas as pistas sobre a propina arrecadada pela campanha de Dilma Rousseff.

Como declarou Marcelo Odebrecht em seu depoimento ao TSE, Guido Mantega pediu 150 milhões de reais pela MP 470.

A primeira parte foi embolsada imediatamente, o resto permaneceu na conta corrente do Pós-Itália (Mantega) até a campanha de 2014.

Créditos cristalvox.com