URGENTE: STF tira Sarney das garras da justiça de Sérgio Moro

A justiça "acovardada" resolveu mostrar a cara e defender os caciques do PMDB. 

Por 4 x 1 votos, a segunda turma do Supremo investigação contra José Sarney. 
Tribunal Federal decidiu retirar do juiz Sérgio Moro a 
Já havia em Curitiba um inquérito instaurado para apurar denúncias contra ele, feitas pelo delator Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro.

A desculpa para livrar o ex-presidente é que como há parlamentares com foro privilegiado citados na delação, como os senadores do PMDB Romero Jucá e Renan Calheiros, as investigações agora ficarão por conta dos ministros da Suprema Corte.

A decisão ocorreu na tarde desta terça-feira, 21. 

O ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo, foi vencido no julgamento. 

Votaram pela retirada do processo contra Sarney das mãos do juiz Moro todos os demais integrantes da segunda turma: Celso de Melo, Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli e Gilmar Mendes.

Créditos papotv.com