João Dória corta em 90% a verba para o carnaval de São Paulo


A tradicional corte do Carnaval de São Paulo vai ganhar novos integrantes a partir do dia 1° de fevereiro na folia de 2017. A alegria só não será maior para os representantes da festa carnavalesca porque a gestão João Doria (PSDB) diminui em 90% a premiação para os vencedores do concurso deste ano.

O evento elege os representantes da festa carnavalesca: o rei Momo, a rainha da Folia, as princesas da festa e o cidadão e a cidadã do samba da capital paulista.
A quantia paga aos vencedores caiu drasticamente: o rei Momo e a rainha receberão R$ 2.000 cada um, a primeira princesa ganhará R$ 1.500 e a segunda R$ 1.300. Já o cidadão e a cidadã do samba receberão R$ 1.000 cada um. No ano passado, os valores foram R$ 20 mil, R$ 15 mil, R$ 14 mil e R$ 8.000, respectivamente.

A gestão João Doria justifica a queda no valor devido à crise da economia. "Com a retração da economia, que afetou todo o país, e a necessidade de redução de custos, foi necessário fazer uma adequação. O importante é que foi possível conservar a memória da corte do Carnaval e manter o tradicional concurso", disse a SPTuris (empresa municipal de turismo e eventos).

Fonte: Folha de SP