Depois de aumento da luz, governo vai saquear bolso do trabalhador com mais impostos

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, admitiu pela primeira vez a volta da CPMF.

"É bom se lembrar que nós não temos uma visão de que qualquer problema pode ser resolvido com aumento de impostos, mas não há dúvida que aumento da tributação também pode ser um recurso se for absolutamente necessário", disse ele, em entrevista à Reuters.

O governo aproveita um povo sem reação, para saquear ainda mais o bolso do trabalhador.

Créditos papotv.com