Corruptos são derrotados e anistia fica de fora depois de votação de emenda

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira, 15, emenda para proibir parentes de políticos de aderirem à segunda etapa do programa de repatriação de recursos mantidos ilegalmente no exterior. O texto-base do projeto abrindo novo prazo para o programa tinha sido aprovado mais cedo, proibindo apenas os políticos de participarem do programa. A informação é do Estadão.

Na primeira etapa do programa de repatriação, tanto políticos quanto seus parentes eram proibidos de regularizarem ativos mantidos ilegalmente no exterior. 

Durante a primeira votação no Senado do projeto que cria a segunda etapa do programa, contudo, senadores aprovaram a permissão para os parentes. 

Na votação de hoje na Câmara, deputados aprovaram emenda do PC do B e derrubaram a autorização. Agora, tanto políticos quanto seus parentes estão proibidos de aderir.

Créditos papotv.com