Confiante, advogado de Lula diz que já prevê condenação de Sergio Moro na ONU


O Blogueiro Eduardo Guimarães conversou com o advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins, no velório da ex-primeira-dama Marisa Letícia; 
“Em primeiro lugar, o advogado fez questão de deixar claro que jamais houve qualquer razão plausível para que seu cliente fosse privado do bem mais precioso de qualquer pessoa, a liberdade”, diz Eduardo; 

defesa de Lula, para impedir que ele fosse alvo de alguma arbitrariedade, denunciou ao Comitê de Direitos Humanos da ONU no sentido de que o ex-presidente está sendo alvo de “lawfare”; termo tem sido empregado principalmente no sentido de uso indevido de instrumentos jurídicos para fins de perseguição política, destruição de imagem pública e inabilitação de um adversário político; característica fundamental da lawfare seria o uso de acusações sem materialidade como as que Lula vem sofrendo." 
Segundo a conversa com o advogado, a primeira ação suspeita contra o ex-presidente ocorreu em 4 março do ano passado, quando o ex-presidente teve sua residência invadida, revirada e foi levado à força pela Polícia Federal para depor no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. 

Créditos portal Web7 e clickpolitica