Janot preocupa-se com a pressão para MP apurar “tese de assassinato”


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, estava na Suíça quando recebeu a notícia sobre a morte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki. Imediatamente, ordenou o cancelamento de todos os seus compromissos no país e decidiu que retornaria nesta sexta-feira, 20, ao Brasil, chegando a Brasília no fim do dia. A pessoas próximas, […]

Veja Mais em http://movimentomaoslimpas.com/