Para deputados e senadores, Brasil ficará ‘ingovernável’ com fim do foro privilegiado

"Brasil ficará ‘ingovernável’ com fim do foro privilegiado." 

Congressistas contrários ao fim da prerrogativa de foro avaliam que o País ficará ingovernável com a medida. Como a regra cairá para todos, do presidente da República, a ministros do STF, todos ficarão a mercê de juízes de primeira instância.

Via: noticiasbrasilonline
Mais informações »

Xeque-Mate: João Doria vence e consegue doações milionárias de concorrentes da Amazon

João Doria é mesmo de se admirar. Após ser provocado pela Amazon e rebater com uma jogada de mestre, o prefeito de São Paulo e futuro candidato a presidência da República já começou a colher frutos.

Veja:
Depois desta, acho que alguém do marketing da Amazon será demitido. 

Créditos papotv.com.br


Mais informações »

General do Clube Militar manda recado ácido caso não se cumpra a lei

No dia 31, o general Gilberto Pimentel, presidente do Clube Militar, fará um pronunciamento sobre a data, na qual se comemora o aniversário da Revolução democrática de 1964.

O artigo "As forças vivas da Nação", publicado no site do Clube Militar, é uma espécie de antecipação do teor do discurso:

— Que não ousem obstruir a aplicação da Lei. Seria a decretação do fim da Democracia, e aí, outra vez as forças vivas de 64 poderão se manifestar.
O recado é ácido e direto:

Se não houver punição aos corruptos, poderemos sim assistir a tão sonhada, para muitos, intervenção militar.

Créditos papotv.com.br


Mais informações »

Anteprojeto de lei, apresentada pela PGR, prevê prisão do juiz Sérgio Moro

Veja só como são os políticos. No ano passado, Sérgio Moro nos mostrou um pouco da vida daqueles que estão, ou estavam, usufruindo do poder e do dinheiro público. 

Graças ao juiz o povo ficou sabendo que os políticos estavam tramando contra a operação Lava Jato. 

Devido a isso, a PGR apresentou o artigo 24 em um anteprojeto de lei contra o abuso de autoridade,

O texto foi feito sob medida para Lula, que criticou a divulgação de suas conversas com Dilma, aliados políticos, advogados e familiares.

Para se ter uma ideia, se a proposta já estivesse valendo, Lula poderia processar Sérgio Moro e até conseguir sua prisão, muito embora a divulgação dos grampos guardasse relação com a administração da justiça, ordem pública ou outro interesse público.

Essa é só uma amostra de que Lula, mesmo sendo réu 5 vezes, ainda é capaz de dar as cartas do jogo.

Os políticos geram a crise justamente para se aproveitarem do momento e implementar de vez a ditadura comunista.  

Créditos papotv.com.br 


Mais informações »

Lula desafia Deus em seu discurso inflamado. Já desrespeitou o STF, Moro e Dallagnol

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a atacar o juiz Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol nesta sexta-feira (24). Durante a abertura do seminário que o PT promoveu em São Paulo, com o nome “O que a Lava-Jato fez pelo Brasil”.

Para Lula, os principais elementos da força-tarefa que investiga a corrupção no país não tem a honestidade que ele tem. “Nem o Moro, nem o Dallagnol, nem o delegado da Polícia Federal têm a lisura, a ética e a honestidade que eu tenho nestes 70 anos de vida”, bradou o político, que na prática já está fazendo campanha para as eleições presidenciais do ano que vem.

No encerramento do evento, ele defendeu também a aprovação da lei de abuso de autoridade no Congresso.

Para Lula, os integrantes magistrado e os policiais federais fizeram “a coisa mais sem vergonha da história deste país”. Ele se referia à condução coercitiva de que foi alvo em março do ano passado.

“A Polícia Federal, que é uma instituição que eu aprendi a respeitar e a fortaleci, mas na hora que ela invade a casa de uma pessoa. Na minha casa, entraram com máquina fotográfica no peito, máquina de filmar, e deram para a Veja fazer um filme com as filmagens que eles fizeram na minha casa”, reclamou.

Numa tentativa de inverter os argumentos, mesmo não conseguindo se desvencilhar das centenas de vezes que seu nome aparece nas delações, asseverou:  “A Lava-Jato não precisa do crime. Primeiro, ela acha o criminoso e depois coloca o crime em cima do criminoso”.

Partindo para a forma mais baixa de argumentação, Lula atacou o procurador Dallagnol, chamando-o de “moleque” e debochando da fé evangélica professada por ele. “Aquele Dallagnol (vem) sugerir que o PT foi criado para ser uma organização criminosa… O que aquele moleque conhece de política? Ele nem sabe como se monta um governo. Não tem a menor noção. Ele acha que sentar em cima da Bíblia dele dá solução para tudo”.

Essa não é a primeira vez que o pré-candidato do PT mostra desprezo pelos valores cristãos do magistrado. Um ano atrás, a Polícia Federal divulgou uma conversa do ex-prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e de Lula onde o ex-presidente já ridicularizava o fato de alguns dos membros da força-tarefa serem evangélicos.

“Esses meninos da Polícia Federal e esses meninos do Ministério Público se sentem enviados de Deus”, disse Lula. “Os caras do ministério público são crentes. É uma coisa absurda”, respondeu Paes.
Créditos juntospelobrasil.com
Mais informações »

Deputado comentar a reforma da Previdência e chora: “É triste! Penso nos pobres e isso me dói o coração”

Um texto que viralizou nas redes sociais mostra o cantor e deputado federal Sérgio Reis (77 anos) desabafando sobre a reforma da Previdência. Eleito deputado federal pelo estado de SP, Sérgio teve pouco mais de 45 mil votos em 2014. Duas das principais bandeiras levantadas pelo artista são os temas: saúde e aposentadoria.  

No texto (que já teve mais de 300 mil compartilhamentos) o deputado diz que a maioria dos parlamentares estão tratando a reforma da Previdência como algo arbitrário (desnecessário) à realidade do brasileiro. “Eles tinham que diminuir os salários e os benefícios dos políticos. O povo que trabalha em serviço pesado é que sofre!” teria dito o deputado.

 Sérgio diz que os legisladores que participam da reforma deveriam (ao menos uma vez) se colocar no lugar do povo e refletir: “Se eu vou pagar por algo que certamente não poderei usufruir, então porque pagar por esse algo?” se referindo às mudanças na Lei da Previdência que farão com que o cidadão passe a contribuir para o INSS durante 49 anos.

 “Essas pessoas que se julgam intelectuais deveriam abrir mão de seus próprios privilégios ao invés de se preocupar com aquele coitado que ganha um salario mínimo.” continuou. 

A matéria narra também que Sérgio, ao ser questionado por um repórter, não segurou a emoção e com lágrimas nos olhos desabafou: “Fico pensando no futuro do povo mais pobre e isso me dói o coração. Esse projeto não é uma reforma, é um golpe nos direitos desses coitados. Esse papo de que a previdência vai quebrar é conversa mole […] desculpa esfarrapada” 

O repórter quis saber do deputado se ele tinha alguma alternativa para evitar a aprovação da nova lei da Previdência: “Já disse antes e repito […] Cortem os altíssimos salários que são pagos para os poderosos , cortem as regalias , as benesses das estatais , os auxíliosviagem , auxilio gabinete , auxilio terno, auxílio moradia […] chega de dar dinheiro para artistas, cantores e outros famosos que são milionários e ainda querem se beneáciar de leis como a Rouanet […] Chego a ácar triste e nervoso só de lembrar a quantidade de regalias e dinheiro mal aplicado que há nesse país” encerrou.

Via: Diariodobrasil


Mais informações »

Lula diz: "Lava Jato fez a coisa mais sem-vergonha que aconteceu neste País"

Durante o evento organizado pelo PT para discutir a Lava Jato em São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que a operação fez "a coisa mais sem-vergonha" que aconteceu no Brasil, dirigindo ataques ao juiz Sérgio Moro e aos membros do Ministério Público Federal e da Polícia Federal.
  
 Eles fizeram a coisa mais sem-vergonha que aconteceu nesse país porque um juiz precisa da imprensa para execrar as pessoas, que estão sendo citadas, junto à opinião pública e depois facilitar o julgamento", afirmou o petista. 

"Eu tenho dito que eles deram um azar muito grande porque foram mexer com quem eles não deveriam ter mexido," falou Lula.

Via: politica.estadao.com.br e  portalweb7 


Mais informações »